"O verdadeiro escritor sempre diz tudo escrevendo quase nada"

13/08/2010

As cartas de Esther Lorenzza

Pois é, eu me arrisquei a escrever mais um conto; sendo que o primeiro ficou muito grande pra ser chamado de conto, então acabou sendo transformado em livro. Mas esse consegui que sua atmosfera e clima se transformasse num conto de suspense e mistério...
Uma história sombria, começa num lugar tipicamente sombrio, um balanço debaixo de uma enorme árvore, lua cheia, o vento soprando gentilmente o rosto da misteriosa jovem Esther Lorenzza... Assim começa a história.
um trecho
         "A paisagem estava carregada de pétalas de Dente-de-leão, que voavam serenamente, dançando ao ritmo da brisa, naquela cálida noite de sopro quente. Os pés descalços de Esther deslizavam de acordo com o movimento do balanço, e riscavam o chão arenoso. Uma de suas mãos segurava firmemente as correntes que rangiam baixinho, de acordo com o seu balançar, a outra segurava um medalhão brusco, com algum emblema entrelaçado. Seus cabelos desarrumados eram banhados pelo brilho da lua, que se exibia desnuda, num céu estrelado, e sem nuvens.  Sua respiração parecia estar acelerada; Esther parecia estar muito cansada..."
A história vai se desenvolvendo quando Víctor aparece questionando-a de mais de um de seus erros; Esther estaria correndo perigo naquela noite em que parecia fugir de todos os problemas? Algo inesperado está pra acontecer dando alusão a cada momento de suspense, que envolve Esther,  Víctor, e as cartas que guiarão o leitor num final surpreendente e inesperado; o que podemos chamar de pos scriptium do suspense,  que só 
AS CARTAS DE ESTHER LORENZZA poderá explicar.

Em breve estarei postando esse conto aqui no Blog pra todos conferirem... Aguardem
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Os Populares

O Pequeno Príncipe

O Pequeno Príncipe
Tu não és para mim senão uma pessoa inteiramente igual a cem mil outras pessoas. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás pra mim o único no mundo. E eu serei para ti a única no mundo...

Seguidores

Total de visualizações

Copyright © @DriiEscritora | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes