"O verdadeiro escritor sempre diz tudo escrevendo quase nada"

08/09/2013

Entrevista Exclusiva; Renato Rodrigues

E em entrevista exclusiva para o "DriihEscritora" o escritor fantástico Renato Rodrigues, criador de Os Dragões de Titânia respondeu a algumas perguntas. Você que quer entrar para esse mundo mágico das palavras, não deixe de ler e compartilhar com seus amigos amante dos livros. Ler é uma arte e escrever é tecer com a alma mundos ocultos presos no fundo da memória, e só um verdadeiro mestre da escrita, pode trazê-los ao mundo real ^.^
-
Driih >> Renato, o que te levou a querer ser escritor?
R: Eu sempre gostei de desenhos e de humor, então sempre quis ser cartunista ou um roteirista de esquetes. E cheguei a ser mais de 15 anos. Meu primeiro livro sem ser de humor caiu no meu colo na forma de uma encomenda de trabalho. A Editora que eu prestava serviços queria uma aventura de fantasia para um novo selo de ficção e eu dei a sorte de estar por perto para aceitar. Transformei algumas aventuras de RPG numa trama com inicio meio e fim e dei o meu melhor para que fosse uma boa história. Mas ainda não me considero um escritor. Acho que sou um contador de histórias.

Driih >> Qual foi o melhor momento que a escrita já te proporcionou?
R: Cada lançamento (foram 3 até agora) foi um momento muito feliz, principalmente porque os livros sempre chegaram em cima da hora e eu morria de medo de ninguém aparecer... ou pior, dos livros não aparecerem! Mas acho que cada vez que alguém comenta uma passagem que lhe fez sentir bem, que o inspirou ou que pelo menos o divertiu eu me sinto realizado. Já vale cada final de semana de dedicação descabelado na frente do teclado.

Drihh >> Tem alguma dica para dar aos jovens escritores que querem ter seu primeiro livro publicado?
R: Um conselho que um gráfico da saudosa editora EBAL me deu quando eu, bem novo, lá estive numa excursão e disse que queria ser desenhista: ele disse “Desenhe, não faltam canetas, lápis e nem papel por aí, então desenhe sempre que puder, desenhe qualquer coisa”. Descobri que isso vale para a escrita. A inspiração é importante, mas no fim das contas, escrever é um trabalho como qualquer outro. Então sente, respire fundo, e ESCREVA. Se ficar ruim, reescreva. Mostre pra algum amigo e se ele lhe aconselhar algo que você concorde, reescreva mais uma vez. Dê o seu melhor e o leitor dará o dele.
-
-
"Abraço para Drii e quando puder visitem meus papiros virtuais em www.dragoesdetitania.com"
-
Obrigada Renato Rodrigues pela simpatia de sempre. Sucesso, e que venham mais livros.

Até a próxima pessoal. 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

6 comentários:

  1. Renato! Que shooow! Feira do Livro Rio tava fera esse ano... Demais!

    ResponderExcluir
  2. Meu sonho é publicar meu livro. Gostei das dicas.

    ResponderExcluir
  3. Que demais, eu tenho os livros dele *------------*

    ResponderExcluir
  4. Muito legal a entrevista. Meu maior sonho é conseguir publicar meus livros. Escrevo para crianças e ainda terei o prazer de presenciar elas lendo meus livrinhos... as críticas não são fáceis mas não desistirei, tenho conseguido bastante apoio também, e muito incentivo de algumas editoras. Parabéns Renato, sucesso.

    ResponderExcluir
  5. É o que sempre digo, reescrever é arte, a ideia sempre amadurece, eu escrevo e sempre passo para mais de 5 amigos lêem e grifarem o que acham que devo mudar ou acrescentar. Tem dado certo, estou com um livro a caminho. Ótimas dicas Renato, essenciais para todo escritor.

    ResponderExcluir

Os Populares

O Pequeno Príncipe

O Pequeno Príncipe
Tu não és para mim senão uma pessoa inteiramente igual a cem mil outras pessoas. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás pra mim o único no mundo. E eu serei para ti a única no mundo...

Seguidores

Total de visualizações

Copyright © @DriiEscritora | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes